Página inicial

Cielo (CIEL3) ganha aval do BC para ser emissora de moeda eletrônica

Por Juliano Passaro – Portal Suno Research em 10.07.20. A Cielo (CIEL3) recebeu aval do Banco Central (BC) para se tornar uma emissora de moeda eletrônica. Com isso, a empresa terá mais autonomia de atuação financeira, podendo até emitir cartões pré-pagos. as informações são do Estado de S. Paulo. A publicação foi feita nesta sexta-feira (10). A Cielo poderá tambémContinuar lendo “Cielo (CIEL3) ganha aval do BC para ser emissora de moeda eletrônica”

Pagamentos por aproximação demandam atenção com a segurança durante a pandemia

Por Cássio Batoni, Head de Marketing & Business Development para Banking Payment Solutions da Thales – Portal InforChannel | 09.07.2020. Não é mais novidade para ninguém que as medidas de restrição em combate ao novo coronavírus aceleraram o processo de utilização de canais online. Segundo pesquisa da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), entreContinuar lendo “Pagamentos por aproximação demandam atenção com a segurança durante a pandemia”

Mastercard e Visa tentam convencer BC a liberar pagamento via WhatsApp

Bandeiras apresentaram à autoridade monetária novo modelo de ‘arranjo de transferências’, que garantiria competição ao setor de pagamentos Por Flávia Furlan, Valor | 08/07/2020As bandeiras Mastercard e Visa protocolaram no Banco Central (BC) o modelo de “arranjo de transferências” que, se aprovado, pode permitir a reativação dos pagamentos via WhatsApp no país. Da forma como foramContinuar lendo “Mastercard e Visa tentam convencer BC a liberar pagamento via WhatsApp”

Limite de pagamento por aproximação no Brasil é aumentado para R$ 100

Nesta quarta-feira (8), a Associação Brasileira das Empresas de Cartões e Serviços (Abecs) expandiu o limite de pagamentos por aproximação — ou seja, sem o uso de senhas — de R$ 50 para R$ 100. Segundo a associação, a medida visa incentivar a realização de compras sem cédulas e cartões de crédito físicos, evitando assim o contato desnecessário.
Esta modalidade de pagamento através de NFC (Near Field Communication) tem sido uma das principais formas para realizar compras durante os tempos de pandemia.

Sistema financeiro do futuro é quase todo digital, diz presidente do BC

Roberto Campos Neto indicou que o processo de transformação digital do sistema financeiro começa com os pagamentos instantâneos neste ano, mas pode até culminar com uma moeda digital.

O sistema financeiro do futuro é quase que inteiramente digital e pode até incluir uma moeda digital. É o que acredita o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, que, por isso, quer avançar cada vez mais com a digitalização dos clientes e dos serviços bancários brasileiros.

PIX, do Banco Central, pode acelerar fim do papel moeda e reduzir informalidade

Instituído há poucas semanas pela Circular nº 4.027, o Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) desenvolvido pelo Banco Central (BC) deve entrar em funcionamento em novembro deste ano. Conhecido como PIX, o novo sistema dá mais um passo nas metas estabelecidas pela instituição, de promover mais “inclusão, competitividade, transparência e educação” no mercado financeiro. Até agora, cerca de 980 instituições financeiras aderiram ao programa dentro do prazo de inscrição. São desde bancos tradicionais, como Caixa, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander, a instituições nascidas no meio digital, como Inter, NuBank e PagSeguro, além de adquirentes, como Cielo, Rede e Stone.

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora